sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Boatos mentirosos na internet apontam o bispo Macedo como proprietário de mansões luxuosas



Vítima de perseguições e injustiças da mídia tendenciosa há anos, o líder da Igreja Universal, bispo Edir Macedo, foi alvo de mais um ataque este ano, desta vez por falsas histórias propagadas por meio da internet. Agora não foi diferente. Há poucos meses, a edição do jornal Folha Universal publicou uma matéria desmentindo os boatos maldosos que apontavam o bispo como o dono de mansões de luxo mundo afora e publicou duas fotos de mansões que foram usadas por internautas como sendo, supostamente, de propriedade do bispo. Inverdades que não correspondem à realidade.

A mentira espalhada na web apontava o religioso como o dono de uma mansão de luxo no Caribe estimada em 42.578.200,00 euros (R$ 96 milhões) e que contava com oito quartos, 14 banheiros, quadra de tênis, piscina e adega, distribuídos em 4,5 mil metros quadrados. O que impressiona é a rapidez com que o boato maldoso se espalhou na internet, mesmo sem provas que comprovem a veracidade dos fatos apresentados. Infelizmente, o clero da Igreja Católica e alguns grupos midiáticos vêm tentando denegrir a imagem do bispo e daqueles que se opõem aos seus interesses.

Esta mansão no Caribe avaliada em R$ 96 milhões foi apontada como sendo do bispo

Prova de que tudo não passa de mentiras e fantasias é o fato de que a propriedade mostrada na foto está à venda no site da casa de leilões Sotheby´s, ou seja, a suntuosa mansão de luxo localizada na beira-mar das Ilhas Cayman jamais pertenceu ao bispo Edir Macedo. E não é preciso muito esforço para acreditar que a história não representa nada mais do que apenas um boato falso. Provas documentais de compra de bens nunca foram mostradas a fim de provar que tais fatos são realmente verídicos. Se fossem, até a mídia teria divulgado com grande destaque.

Site da casa de leilões Sotheby´s mostra que o imóvel indicado como sendo do bispo está à venda

Em outra mentira, um e-mail espalhado na internet diz que um palacete de luxo pertence ao bispo, cujas fotos aparecem ao lado de calúnias e acusações falsas, como a de que o religioso teria usado dinheiro de fiéis para comprá-lo. Em seu blog, Edir respondeu aos boatos e revelou que tem lutado com todas as suas forças para que o povo conheça sempre a verdade. Ele ainda afirma: “Qualquer bandido pode usar fotos de mansões, castelos e ilhas paradisíacas da internet e dizer que eu os comprei”. Edir Macedo conclui afirmando que os interesses em divulgar as supostas aquisições bilionárias é apenas um: fazer o povo da IURD duvidar do seu caráter de servo de Deus.

Intolerância religiosa

Insatisfeitos com o som e com os horários das reuniões na Igreja Universal de Ouagadougou, capital de Burkina Faso, no continente africano, um grupo de muçulmanos protagonizou atos de vandalismo e violência contra membros da igreja e a esposa do pastor Issia Karaboué, que estava presente no templo no momento da confusão e que chegou a perder a consciência com as agressões. O pastor Issia Karaboué, responsável pelo trabalho evangelístico naquela região, só não foi mais um alvo do ataque porque na hora da confusão estava na delegacia pedindo providências às autoridades policiais pelas muitas vezes em que a igreja já tinha sido invadida. Ainda assim, a IURD sempre buscou respeitar os costumes locais, ciente da cultura e das crenças do país africano. A fim de não arriscar a vida dos membros e participantes da Igreja Universal de Ouagadougou, em Burkina Faso, foi alugada uma sala de conferência em um hotel para a realização dos cultos.

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Grupo JCPM inaugura RioMar Shopping no Recife

RioMar Shopping é considerado um dos maiores shoppings do Norte/Nordeste
O Grupo JCPM, do empresário sergipano João Carlos Paes Mendonça, inaugurou ontem, às 9h da manhã, o mais novo centro de compras, cultura e lazer da cidade do Recife. O local escolhido para abrigar o empreendimento foi o bairro do Pina, Zona Sul da cidade, às margens do rio Capibaribe. Iniciadas em 2010, as obras de construção do shopping trouxeram qualidade de vida e comodidade aos moradores do bairro, onde muitos tiveram a oportunidade de participar de aulas de capacitação e qualificação profissional para atuarem em diversas áreas de trabalho do RioMar.

Antigos moradores de palafitas que residiam no entorno da área onde hoje funciona o estacionamento do shopping, foram relocadas para outras moradias. As obras do RioMar foram realizadas em parceria com a Prefeitura do Recife, o que incluiu a construção de uma alça ligando a ponte Paulo Guerra para facilitar o acesso dos motoristas ao centro de compras, o que ligará a Zona Norte à Zona Sul da cidade. Ao lado do novo shopping, três edifícios estão em fase de finalização de obras, e serão interligados ao shopping, funcionando como empresariais.

A manhã desta última terça-feira foi marcada pela grande quantidade de pessoas que visitaram o RioMar. A construção do empreendimento foi moldada na sustentabilidade e na preservação do meio ambiente, com a plantação de mudas de árvores nativas da região e com o cuidado na área de mangue, local que foi pouco modificado para as obras. A inauguração do empreedimento no Recife também atraiu muitas empresas, o que vai contribuir para o aquecimento da economia de Pernambuco e gerar empregos e renda para a população recifense.

Na construção foram investidos 600 milhões de reais, com direito a tudo o que há de mais moderno na teconologia, transformando o RioMar Shopping num dos maiores complexos de diversão, entretenimento, cultura e lazer do Norte/Nordeste. Um empreendimento ousado e planejado de forma a garantir a sustentabilidade do shopping, que conta com o uso de luz natural do sol durante o dia, o que diminuirá em até 70% o uso de luz artificial, diminuindo assim o consumo de energia elétrica. O mix de lojas é variado, tudo pensado de forma a atender aos mais diversos perfis de consumidores de todas as classes sociais.

São mais de quatrocentas lojas distribuídas em 295 mil metros quadrados de área construída, que integram o espaço. O estacionamento tem espaço suficiente para abrigar mais de seis mil veículos. A obra da Via-Mangue, da Prefeitura do Recife, além de facilitar o acesso ao centro de compras também permitirá que cerca de 1 milhão de pessoas se desloquem para o RioMar em até vinte minutos. A cidade do Recife acabou da ganhar um presente, que foi um sonho idealizado pelo empresário João Carlos e que hoje se tornou realidade para muitos pernambucanos.

domingo, 16 de setembro de 2012

TV Jornal Meio-Dia completa 20 anos no ar

Surgido em 1992, o TV Jornal Meio-Dia, programa jornalístico da TV Jornal em Pernambuco, afiliada do SBT no Recife, completa 20 anos na telinha dos pernambucanos este ano. E dedicação e pioneirismo são os ingredientes que fazem um programa permanecer tanto tempo no ar e consolidar o TV Jornal Meio-Dia como um dos telejornais mais assistidos do Nordeste. Para a apresentadora Graça Araújo, jornalista que comanda o programa desde sua estreia no início da década de 1990, a grande aceitação do público tem motivo: focar nas comunidades e a prestação de serviço, indispensáveis à população.

Durante esses vinte anos, muita coisa mudou. E o TV Jornal Meio-Dia noticiou os principais fatos e acontecimentos que marcaram Pernambuco e o Brasil nessas duas últimas décadas. Diversas personalidades já passaram pela bancada do programa e foram entrevistadas por Graça Araújo, como Maria Bethânia, Luiz Inácio Lula da Silva, Paulo Maluf, Paulo Autran, Fernanda Montenegro entre outras. O telejornal ainda inspirou o ator Jeison Wallace, que interpreta a personagem Cinderela, a criar uma sátira do programa no seu humorístico, também na TV jornal, aonde o ator imita a apresentadora desde 2005, sempre com muita irreverência.

No seu início em 1992 o TV Jornal Meio-Dia contava com quatro a cinco âncoras e tinha quase uma hora de duração. E o telejornal, desde sua estreia, sempre prezou pela prestação de serviço à população, cobrando soluções do poder público para os problemas das comunidades, sempre com ética e imparcialidade. O programa ainda se tornou popular em Pernambuco e foi moldado no estilo do jornalista Boris Casoy, de interagir com a notícia. Graça Araújo rapidamente se identificou com a linha do programa.



A apresentadora faz parte do quadro de jornalistas mais antigos da TV Jornal. Nascida em Itambé, Zona da Mata de Pernambuco, a jornalista enfrentou uma infância pobre e começou a trabalhar aos 14 anos. Sempre estudou em escolas públicas e se formou em jornalismo pela Universidade Alcântara Machado de São Paulo em 1983, ano em que veio para o Recife e trabalhou em emissoras de rádio e TV, até ser convidada pela TV Jornal para integrar o TV Jornal Meio-Dia.


Pela emissora já passaram grandes nomes do jornalismo pernambucano, como Jota Ferreira, Rhaldney Santos, Lorena Barbier, Josley Cardinot entre outros profissionais que migraram para outros veículos de comunicação. Apesar de ter uma das maiores grades de programação local de Pernambuco, o carro-chefe da TV Jornal é o jornalismo, registrando, assim, quase três horas diárias só de programação jornalística. Para os telespectadores da TV Jornal, o TV Jornal Meio-Dia sempre fez parte do horário de almoço dos pernambucanos.

domingo, 26 de agosto de 2012

Obra de revitalização na Estrada da Batalha é concluída e avenida é entregue à população

As obras trouxeram mais qualidade de vida e mobilidade à cidade de Jaboatão
A obra de revitalização na Estrada da Batalha, um dos principais corredores viários de Jaboatão dos Guararapes, que liga a cidade ao Recife, foi concluída na semana passada (23/08). A obra incluiu drenagem, com a colocação de canaletas e tubulação, paisagismo com áreas verdes, sinalização, construção de calçadas e instalação de nova iluminação que trará mais segurança e qualidade de vida aos moradores da localidade. Foram quase três anos de obras que vão facilitar o trânsito, o acesso ao Porto de Suape e ao litoral Sul de Pernambuco.

Foram investidos na revitalização da avenida R$ 342,1 milhões dos cofres públicos, com recursos dos governos federal e estadual. Cerca de 55 mil veículos circulam todos os dias pela avenida, e a previsão é que eles sigam o percurso de 5 km em apenas dez minutos e não mais em uma hora, como acontecia. O túnel Felipe Camarão, de 300 metros de extensão e 21 de largura também foi construído a fim de permitir o acesso ao bairro do Jordão, na Zona Sul do Recife e permitir o retorno de veículos nos dois sentidos da Estrada da Batalha.

A requalificação também compreendeu a implantação de dois viadutos, um localizado após o acesso da avenida Armindo Moura, sentido Recife-Jaboatão e outro, que conta com dois elevados, que fica sobre a avenida Barreto de Menezes, em Prazeres e que ajudou a dar maior fluidez ao trânsito do bairro. A obra de alargamento e revitalização da via trará muitos benefícios para o povo de Jaboatão, assim como também para pernambucanos e turistas, além de ser estratégica para a economia de Pernambuco.

Construída na década de 1930, a Estrada da Batalha, também conhecida como PE-008, já foi palco de muitos acidentes. Após as obras, a capacidade de fluxo da via será ampliada. Na solenidade de inauguração, na semana passada, o governador Eduardo Campos, acompanhado do prefeito de Jaboatão, Elias Gomes, visitou o trecho que corresponde ao Centro cultural, em Prazeres, e ressaltou a obra como uma das mais importantes da sua gestão. A obra faz parte do conjunto de ações do governo do estado para a Copa do Mundo de 2014.

O governo de Pernambuco realizou a ação em parceria com a prefeitura de Jaboatão. O objetivo é trazer mobilidade e facilitar o trânsito da avenida que dá acesso à Zona Sul da Região Metropolitana do Recife. Mais de 800 famílias que viviam nos trechos que foram alargados, no entorno da avenida, foram indenizadas para as demolições. Um centro cultural e uma praça de lazer também foram construídos e entregues à população, no trecho que fica localizado no centro de Prazeres, em frente ao banco Santander.

Foto: jaboatao.pe.gov.br

sábado, 2 de junho de 2012

Histórias de vida se misturam nas viagens do metrô do Recife

Desde os vendedores de pipoca que podem ser encontrados nas entradas de várias estações do metrô do Recife até o funcionário mais antigo do Metrorec, empresa que administra os trens que transportam os pernambucanos. As histórias de vida que se cruzam todos os dias nos 35 km de malha ferroviária do metrô que corta a Região Metropolitana do Recife se misturam. Os milhares de passageiros que circulam todos os dias pelas plataformas das estações têm uma coisa em comum: a rotina apressada sobre os trilhos.

Histórias de vida se cruzam todos os dias no metrô do Recife
O dia no metrô começa às 5h, horário em que os trens começam a operar e os primeiros passageiros já estão atentos a espera da composição. Pessoas de classes sociais distintas, de todas as idades e de todas as culturas se cruzam entre uma viagem e outra, num tempo onde a pressa faz parte da rotina daqueles que não querem se atrasar no destino. Muitas vezes, o barulho da viagem é interrompido com a fala em tom elevado de algum vendedor ambulante que vende produtos aos passageiros, mesmo que seja uma atividade não permitida dentro dos trens.

Enquanto não chegam ao destino, muitos passageiros se distraem ouvindo música, conectados a celulares com rádio e fone de ouvido ou aparelhos eletrônicos da modernidade. Outros, porém, preferem ler um livro como passatempo durante a viagem. Nos horários de pico, quando os trens lotam, alguns passageiros que estão sentados se oferecem para segurar a bolsa ou qualquer objeto pesado que está nas mãos de quem viaja em pé.
Trecho de obras de construção de estação do metrô do Recife - anos 80

Enquanto uns e outros estão ouvindo música, lendo um livro ou até mesmo cochilando durante o percurso, alguns preferem puxar conversa. Vale até fazer novas amizades e conhecer novas pessoas. Da janela do metrô também é possível observar, em alguns trechos do percurso, restos de formações vegetais de Mata Atlântica intacta que sobreviveram às transformações da urbanização, aonde foi aberto caminho para a passagem do metrô. Atualmente, com trens modernos e equipados com ar condicionado, as viagens no metrô são realizadas com praticidade, rapidez e conforto. Diferente da rotina enfrentada por usuários há trinta anos atrás nos trens a diesel, que realizavam o transporte de passageiros no Recife antes da implantação do metrô, que praticamente modernizou o sistema de transporte ferroviário da cidade.

No segundo horário de pico do dia, mais precisamente a partir das 16h30, as estações já começam a lotar. São cerca de 250 mil passageiros que circulam todos os dias no metrô do Recife. Quem tenta entrar no trem é arrastado pela multidão e tem que ter muita paciência para enfrentar uma viagem em pé em meio a uma grande quantidade de pessoas quando todos os assentos estão ocupados. Quando algum trem quebra ou atrasa na estação, alguns passageiros descarregam suas frustrações no maquinista. Afinal, muita gente fica exausta a espera do metrô, depois de um longo dia de trabalho.

Testemunha da inauguração do metrô do Recife em 1985, com a presença do então presidente do Brasil na época, João Batista Figueiredo, o gerente de estações da Linha Sul, Murilo Barros, 45 anos, não esconde a paixão que cultiva pelos trilhos. O funcionário garante que o emprego no metrô foi o primeiro de sua vida, e que não pretende deixá-lo: “Entrei na empresa para me aposentar”, diz, em reportagem publicada no Jornal do Commercio. O funcionário já se acostumou com a rotina de trabalho no vai e vem do metrô que, às 22:30h, no fim do expediente, sai da Estação Central do Recife para realizar a última viagem, deixando os últimos passageiros no seu destino. Para começar tudo de novo no dia seguinte.  

Fotos: Fred Senna e meutransporte.blogspot.com

terça-feira, 15 de maio de 2012

Greve no metrô do Recife afeta 250 mil passageiros na Região Metropolitana


A greve dos metroviários do Recife pegou muita gente de surpresa. Iniciada ontem (14/05), às 22h, a paralização mobilizou 70% do efetivo de funcionários e causou transtornos a quem utiliza o metrô todos os dias. A mobilização da greve foi decidida em assembléia realizada na quinta-feira passada pelo Sindicato dos Metroviários de Pernambuco. A paralização é por tempo indeterminado e uma nova assembleia está marcada para hoje às 18h na Estação Central do Recife.

Cerca de 1.700 funcionários trabalham no metrô que corta a Região Metropolitana do Recife. No entanto, apenas os maquinistas estão trabalhando e não aderiram à paralização, segundo a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). Enquanto a greve dos metroviários não tem fim, os trens operam apenas nos horários de pico, das 5h às 9h e das 16h às 20h, nas linhas Centro e Sul e em intervalos normais. As estações só estarão abertas durante esse horário em que os trens estão circulando. A linha diesel não vai circular durante a greve.

Na tarde de ontem, o desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 6° Região, André Genn, determinou que 50% dos serviços sejam mantidos pelos metroviários durante os períodos de maior movimento e 30% no restante. Em caso de descumprimento, o Sindicato dos Metroviários receberá uma multa diária de R$ 5 mil. Com o metrô funcionando apenas nos horários de maior movimento, o Grande Recife Consórcio de Transporte anunciou um reforço na frota de ônibus para atender a demanda de passageiros da Região Metropolitana.

A paralização não ocorre somente no metrô do Recife. Outros sindicatos do país também aderiram à greve e o metrô de Belo Horizonte iniciou a greve na manhã de ontem. A partir de hoje também devem parar os metrôs do Rio Grande do Norte, Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Paraíba. Os metroviários reivindicam a reposição da perda salarial de 2011 quando os trabalhadores não tiveram a reposição da inflação como consta no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA). Os funcionários também reivindicam um plano nacional de saúde.

Metrorec

Em resposta à decisão dos metroviários, a assessoria de imprensa do Metrô do Recife informou, em reportagem no site pernambuco.com, que vai aguardar um comunicado oficial para se manifestar e que após a assembleia que será realizada hoje um esquema especial será montado afim de que os usuários do metrô não sejam prejudicados. As negociações estão abertas e o órgão afirma ainda que o transporte público é considerado um serviço essencial aos cidadãos, portanto, não pode parar.

Foto: meutransporte.blogspot.com